Artigos

Fenapro quer valorizar publicidade com o Decálogo da Propaganda

Geraldo de Brito: meta é valorizar o negócio das agências de propaganda

 


Por Vinícius Novaes

 

Com objetivo de destacar suas características e os benefícios proporcionados pela propaganda, a Fenapro (Federação Nacional das Agencias de Propaganda) lançou o Decálogo da Propaganda. O documento, que foi inspirado na iniciativa espanhola Publicidade Si!, traz pontos classificados como fundamentais para o real entendimento da importância da atividade para a economia e a sociedade como um todo. “A meta é valorizar e tornar relevante o negócio da agência de propaganda. Os itens que compõem o decálogo culminam com esse posicionamento da Fenapro”, revela Geraldo de Brito, VP Região Sudeste da Fenapro e presidente do Sinapro SP (Sindicato das Agências de Publicidade de São Paulo).

A campanha de divulgação do Decálogo da Propaganda inclui ação nas redes sociais e no portal da entidade, além de envio de e-mail marketing e divulgação em mídia impressa. A reprodução, por meio de pôsteres e anúncios, deverá ser realizada em todo o Brasil, sob coordenação dos Sinapros. As peças foram criadas pela Rino Com. O Decálogo da Propaganda apresenta itens que mostram o valor da atividade. Em um dos tópicos, o documento afirma que a propaganda “promove a disseminação de valores e iniciativas sociais cruciais para a igualdade, a solidariedade e progresso social”. Brito garante que todos os tópicos elencados são importantes. Mas ele destaca o último que afirma que a “a indústria da propaganda brasileira está ciente de sua capacidade de influência e adota um código de conduta e comportamento socialmente responsável, com eficazes processos de autorregulação”.