Notícias

Cinco perguntas para Liana Bazanela

1 – Quem é você? De onde veio? O que faz?

Liana Bazanela, publicitária, mãe, intensa e apaixonada. Sou uma pessoa determinada a fazer acontecer e, por isso mesmo, sempre tive interesse e proximidade com atividades ligadas à gestão e liderança.

Comecei a carreira na área de Marketing e, após alguns anos, resolvi mudar a minha trajetória. Mas eu queria que essa mudança fosse algo não convencional. Ao fazer uma análise do mercado de comunicação local, percebi que existia oportunidade de trazer um negócio de São Paulo para Porto Alegre. De lá para cá, já são sete anos em que atuo como diretora-executiva da unidade sul da DeBrito Propaganda, fazendo acontecer a agência com clientes no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Fiquei muito feliz em receber, no final ano passado, um grande reconhecimento, que foi o prêmio de Profissional de Atendimento do Ano da ARP (Associação Riograndense de Propaganda).

2 – Como e por que você está na área da comunicação?

Nunca pensei em outra possibilidade de carreira que não fosse na área de comunicação. Dar significado para marcas, produtos e serviços é algo que me fascina desde sempre. Acredito que comunicação é um fator estratégico para qualquer negócio e atuar nesta área é um desafio diário, que exige capacidade de adaptação e atualização constante.

3 – O que significa assumir o Grupo de Atendimento RS?

Assumir a presidência do GA-RS é dar continuidade a um projeto que surgiu do propósito de colaborar de forma relevante com o momento de transformação do nosso mercado. O que identificamos desde o princípio é que o agente desta mudança é, sem dúvida, a capacitação. É muito gratificante participar deste movimento que tem dois objetivos principais: consolidar o profissional de atendimento como gestor de negócios e formar os novos líderes da indústria da comunicação.

4 – Quais são os planos para esta nova fase?

A primeira gestão do GA-RS, na qual fui vice-presidente, teve a missão de fazer o lançamento de uma causa e colocar em pauta a importância do profissional de atendimento para o futuro do nosso mercado. Agora, como presidente, meu trabalho junto com toda a diretoria é consolidar esta posição que já representamos. O desafio que está colocado para esta gestão é de ampliar o escopo de atuação do grupo de forma colaborativa, incluindo neste movimento todos os perfis de negócios que têm o profissional de atendimento como interface estratégica e geradora de resultados.

5 – Como é dividir o tempo entre a gestão da DeBrito Sul e o Grupo de Atendimento RS?

Nunca fiz uma coisa só. Acredito que quanto mais se faz, mais a gente aprende e ganha habilidade de abraçar novos desafios. O mercado exige que a gente seja ‘multi’. Minha crença é fazer acontecer. Tenho como lema que feito é melhor que perfeito e encaro as realizações com o critério de suficientemente bom.

Além da direção-executiva da unidade Sul, também estou à frente do novo projeto de inovação da DeBrito, a Plim!, focada em projetos não convencionais. E, em paralelo ao GA-RS, me dedico a representar o Sindicato das Agências de Propaganda do Estado (Sinapro-RS) na Diretoria de Relacionamento com o Mercado, que tem o objetivo de interagir com os dirigentes das agências para buscar inovação no significado desta entidade.